sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Cássio, Cléverson e Estrada

Nossa defesa vem sendo um tormento desde o início do ano. Já passaram zagueiros que chegam a dar arrepio no torcedor só de lembrar seus nomes, como o Leonardo e o Welton Felipe. Outros muito inconstantes como o Dirceu (sim, ele fez algumas boas partidas) e o Gustavo Bastos que vira e mexe voltam ao time. Mas a defesa que nos deu alguma segurança, mesmo não sendo uma Brastemp, foi a dupla Gian e Cássio, que formaram a zaga mais para o final do estadual, até que o Gian se machucou contra a Chapecoense.
Tudo bem que o Cássio é mais baixo e acabamos perdendo força na bola aérea, mas ele é um guerreiro e, principalmente, um zagueiro rápido. Falha como todos falham, mas geralmente muito menos que os demais. E com o Bruno fechando como um terceiro zagueiro acho que a zaga ideal seria Gian e Cássio. Estava contundido, demorou para se recuperar mas agora já está à disposição e ontem treinou no time reserva ao lado do Tiago Sales. Eu não teria dúvida e faria a zaga com estes três.
E pelos noticiários, Cléverson e Estrada continuam de fora. Eu os colocaria no lugar do Robinho e Pedro Ken que não estão rendendo. Não adianta ficar insistindo, esta é a hora de mudar para termos resultados diferentes.
E o Marcos Paulo? Por onde anda? Será que ele não tem vaga neste meio-de-campo?

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Só no esporro

O papo do momento é o esporro dado pelo Toninho Cecílio no grupo ontem. Tudo devido ao baixo rendimento, mais uma vez, do time no jogo contra o Grêmio.
Alguns acham que ele teria que ser um pouco mais político e resolver o problema de outra forma, sem a rispidez utilizada. Concordo que tem muito jogador fresco que não aceita bronca de treinador, mas na situação que nos encontramos acho que tem que se pegar um pouco mais pesado mesmo.
Pode acontecer a mesma coisa que aconteceu com o Antônio Lopes? Talvez, mas se continuasse da mesma forma de antes, continuaríamos tendo os mesmos resultados que nada nos servem. Espero que ele tenha conseguido mexer com os brios dos jogadores e que estes mostrem mais vergonha na cara.
Mas também não adianta de nada continuar com os mesmos jogadores. Pelos notíciários nas rádios as únicas alterações em relação ao último jogo é a entrada do Dirceu no lugar do Gustavo Bastos, suspenso mas que também fez uma má partida, e o retorno do Bruno com a saída do Batista. Robinho e Pedro Ken também não estão jogando nada e está na hora de mudar. Ah, e será que demora muito para o Cássio ficar à disposição?

terça-feira, 27 de setembro de 2011

O choro do William

Muita gente criticou nosso capitão por ter desabado em choro abraçado com o Marquinhos, considerando uma atitude de gente fraca que não segura o tranco.
Eu vejo por outro lado, pra mim aquilo foi o retrato da angústia do líder do time que por vários motivos não consegue sair do atoleiro. Choro de vergonha por não estar conseguindo sair desta situação. Pelo menos ele tem consciência do que estamos passando e não quer que isto continue assim, diferente de outros jogadores que saem sorrindo ou nem aí para a posição na tabela.
Mas ontem ele já disse que o próximo choro será de alegria por sair desta situação. Prefiro jogadores assim, com vergonha na cara e que honrem nossa camisa. Mesmo se ele não estiver fazendo uma boa partida pelo menos estará correndo e lutando para melhorar.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Urgente: 10 continho já

Como escrevi na postagem anterior, o AVAÍ precisa urgentemente que o torcedor da Série B volte para o estádio. Aquele torcedor que leva apoio incondicional durante o jogo, que só vaia no final se o time não vencer, que faça chuva ou faça sol estará empurrando seu amado AVAÍ.
Infelizmente só se vê este torcedor naquele cantinho do setor H. E o pior é que com estes 20 reais que estão dizendo que é promoção (que ainda é caro para o futebol que o time vem jogando) não vai encher o estádio, e mesmo que enchesse não formaria aquele caldeirão que precisamos.
Outra coisa, esquece esta história de que os sócios não vão gostar e vão cancelar suas carteirinhas, se alguém fosse fazer isto já teria feito no ano passado. Lá o desrespeito foi ainda maior, se alguém cancelar é por que não seria sócio numa situação complicada, como por exemplo a Série B, e dos mais ou menos 5 mil sócios que deve ter hoje, estes que pularão fora devem ser uns 100.
Pior que isto é cair pra B, isto sim NINGUÉM quer, e todos sabemos que o prejuízo será ainda maior. Por favor Zunino, deixe o orgulho de lado, dê um soco na mesa e baixe os ingressos para ver se conseguimos escapar deste rebaixamento.

Precisamos voltar a ser o AVAÍ

Desde o início do ano passado que o AVAÍ deixou de ser o AVAÍ.
A diretoria pegou a cartilha PPP, procurou a parte que não deu certo (a parte final) e seguiu a risca. Primeiro se divorciando totalmente da torcida achando que o time daria conta sozinho, sem o apoio do torcedor para empurrar os jogadores. Aumentou o valor das mensalidades e ingressos e não deu bola pra reclamação do seu maior patrimônio. Depois começou a montar times medíocres mas sempre com o discurso arrogante de que o time era bom, era o melhor da história do clube, que buscariam uma vaga na Libertadores, enfim enxergando coisa que pessoas conscientes sabiam ser impossível.
E para finalizar tentaram reaver os valores colocados no clube fazendo desmanches em cima de desmanches e colocando a conta sempre nas costas da torcida.
É óbvio que isto não iria funcionar. Todos já conhecem esta história e imaginam como será o final.
Mas o pior é que agora até a torcida está copiando a parte ruim do rivel. Nunca fomos de humilhar nosso ídolos, vaiar o time, etc., mas este ano a torcida resolveu fazer tudo isto. Quando o Marquinhos ainda estava no AVAÍ a torcida o vaiou e correu com ele daqui, ontem as vaias surgiram novamente. Seria muito mais inteligente gritar o nome dele e cantar dizendo que ele é AVAIANO, como uma vez foi feito com o Adilson Heleno, que certamente desconcentraria ele e ele não jogaria o que jogou ontem. Conseguiram também queimar uma substituição nossa, vaiando o Batista e o tirando do jogo. Se ele não estava bem, tinha outros que estavam muito pior e continuaram em campo.
Não foi o torcedor que mudou, o torcedor que vaia sempre vaiou, o que só apoia sempre apoiou, acontece que o que sempre só apoiou está proibido de ir aos jogos por não ter como pagar. Ontem o único pessoal que apoiou o tempo todo foi a turma do setor H, o de vintinho. É este torcedor que temos que trazer de volta para Ressacada. Aquele que pegou chuva mas que não arredou o pé na Série B, que empurrou o time nas rodadas finais do ano passado, é deste torcedor que precisamos, antes que não dê mais tempo (se é que ainda dá).

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Agora é com os teimosos

Tudo bem, o AVAÍ abusou de errar neste ano, repetiu tudo de errado que fez no ano passado e ainda se esforçou para fazer pior. Coloca ingresso no valor normal dos outros times e diz que é promoção e provavelmente só irá fazer promoção mesmo quando a vaca já estiver no brejo como no ano passado, tentando uma recuperação milagrosa.
Mas infelizmente se o AVAÍ cair, além do time que perderá muita grana, quem mais sofrerá é o torcedor que sofrerá todo tipo de gozação, portanto se não pegarmos junto agora a coisa pode ser ainda pior.
Mesmo com poucas esperanças, estarei lá apoiando em busca de um milagre.
Vamos nessa?

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Merecido

Finalmente o Émerson foi lembrado pelo Mano Menezes. Com certeza ele vem sendo um dos principais zagueiros do país há pelo menos 3 anos.
Zagueiro artilheiro, já tem 4 gols neste campeonato, mas além de fazer gols, é um defensor muito consistente e regular.
Além disto é um cara que sempre honrou a camisa do AVAÍ, uma pessoa digna, correta, humilde e que merece o que está colhendo.
Parabéns Émerson, continuas sendo orgulho para Nação Azurra.

Desanimador

Este jogo de ontem foi aquele de desanimar de vez o torcedor. O time até faz um bom primeiro tempo, sai perdendo devido a um erro do bandeirinha que não deu um impedimento claro no segundo gol deles, tivemos outras chances de marcar mas um empate era o resultado mais justo. Mas voltamos para o segundo tempo muito mal, quando ainda estava 2x1 o Robinho recebeu dentro da pequena área com total condição de marcar e foi desarmado e em seguida tomamos o terceiro gol.
Para piorar, quem vem do banco para ajudar acaba atrapalhando ainda mais, no caso o Maurício Alves, individualista demais que se tocasse mais a bola poderíamos ter empatado o jogo. Assim não tem condições, eu desisto, não vejo mais chances de reação infelizmente.
Temos é que fazer uma limpa para pegar os que não estão rendendo e tentar coloca-los em outros clubes da Série B, como surgiu a oportunidade do Acleisson ir para o Paraná Clube. Dava até para fazer uma promoção, leva um ganha outro.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

E o jogo de hoje...

Bom, desde aquele 3x2 em 2009, nossa primeira vitória naquele ano, numa patada do Léo gago no finalzinho do jogo que não temos tido muita sorte contra o Fluminense. Em 2009 mesmo, no jogo de volta no Maracanã, cedemos a vitória para eles, o que resultou na arrancada deles para escapar do rebaixamento de forma fantástica. Ano passado perdemos os dois jogos e este ano perdemos em casa.
Pelo histórico podemos esperar muito pouco do time, principalmente pelo que fez nas últimas rodadas o Fluminense, e pelo que não fez o AVAÍ.
Mas como o AVAÍ faz coisas, sempre se tem uma esperança. Se conseguirmos dar consistência à defesa, coisa difícil desde o início do ano, e nossos atacantes estiverem um pouco mais inspirados que no último jogo é capaz de darmos um biquinho.
Para não me frustrar, com um empatezinho já estou satisfeito.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

E o Pedro Ken?

O que está acontecendo com ele heim? Começou muito bem no AVAÍ mas seu futebol decaiu assustadoramente. De titular indiscutível passou a ser bastante contestado, inclusive fazendo uma falta tola que resultou no gol de empate do Palmeiras e acabou sendo substituído no intervalo.

Amanhã ele estará fora automaticamente devido à suspensão, mas não tenho certeza que no jogo seguinte ele volte ao time naturalmente. Acredito na possibilidade do Estrada entrar no seu lugar ou até mesmo o Marcos Paulo, com o Batista jogando um pouco mais na frente ao lado do Lincoln.

O Pedro Ken é bom jogador, mas lhe falta vibração. Queria um pouco da raça do Gustavo Bastos nele e seria um jogador completamente diferente.

O que fazer para vencer?

Bom, quando vi a lista dos jogadores que estariam a disposição para o último jogo mais ou menos já conseguia se saber qual seria o time titular. Confesso que salvo uma ou outra peça considerei como o melhor que teríamos no momento.

Vejamos, na defesa o Dirceu é contestado mas o vejo como o mais regular e o Gian foi bem. Talvez coubesse o Gustavo Bastos no time mas apesar da raça que ele demonstra vem errando quase sempre. Nas laterais o Arlan está melhor do que estava o Daniel e talvez o Romano pudesse aparecer na esquerda, mas nada que alterasse muito em termos de qualidade.

O Bruno pra mim é incontestável, apesar de não ter feito uma boa partida. Batista foi bem. Pedro Ken foi muito mal e deve dar lugar para o Estrada. Pra frente tínhamos Robinho, Cléverson e William. Ainda acho que o Marcos Paulo tem lugar neste time, o único que não estava relacionado.

Mesmo assim o time não rendeu o esperado e nas poucas chances que tivemos acabamos perdendo por preciosismo com o William e o Cléverson.

Será que a entrada de um terceiro zagueiro no lugar de um lateral não melhoraria o time? O Cássio ou o Émerson Nunes (que segundo o Aguiar está voltando também) como terceiro zagueiro fechando pela direita, colocando o Robinho ou, melhor ainda, o Cleverson ali pela ala teríamos mais qualidade no apoio por aquele lado e ao mesmo tempo reforçaríamos a nossa defesa que é o nosso verdadeiro calcanhar de aquiles. Em 2009 com o Luis Ricardo por ali surgiram muitas jogadas de gol.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Saiu o listão

O AVAÍ divulgou a lista dos relacionados para o jogo contra o Palmeiras.
No gol não aparecem nem Aleks nem Rafael, ressurgiu o Fernando, mas isto não fará diferença. Nas laterais retorna o Daniel para o banco e o Romano sumiu, também nada que nos ajude nem prejudique.
Agora começam as boas notícias. Na zaga ficam a disposição os nossos três melhores zagueiros atualmente, ficando o Gustavo no banco. No meio devemos jogar com Bruno e Batista na contenção e Fabiano fica "esperando sua vez". Na armação devem aparecer Pedro Ken e Cleverson, e no ataque William e Robinho. Como boas opções temos o Estrada e o Rafael Coelho (dependendo de como estiver o jogo).
Só acho que para completar o banco precisaríamos pelo menos do Marcos Paulo no lugar do Leandrinho pois o Bruno é sempre uma incógnita e apesar de vir jogando bem pode dar uma louca e dar uma voadeira em alguém e ser expulso, aí precisaríamos de um outro marcador. E no ataque, no lugar do Maurício Alves poderia aparecer qualquer um, e eu gostaria de ver o Anderson Lessa.

Goleiros - Felipe e Fernando
Laterais - Arlan, Daniel e Pará
Zagueiros - Gustavo Bastos, Gian e Dirceu
Volantes - Bruno, Batista e Fabiano
Meias - Pedro Ken, Estrada, Robinho, Cleverson e Leandrinho
Atacantes - Rafael Coelho, William e Maurício Alves

É com estes que nós vamos e são estes que vão buscar os três pontos contra o Palmeiras. Ah, e teremos um adversário a mais, o péssimo Evandro Rogério Roman apita o jogo.

Promoção e solidariedade para empolgar o torcedor

O Adriano Assis do, blog Assis Azul e funcionário do MPSC, lançou no seu blog uma campanha para ajudar os atingidos pelas enchentes da semana passada. Entrou em cotnato com o AVAÍ, através da incansável Dona Nesi, e o AVAÍ entrou de cabeça nesta campanha.


Tanto criticamos a falta de boa vontade do AVAÍ em chamar o torcedor de volta mas desta vez acertaram em cheio. Além de dispinibilizar pontos de entrega de donativos o AVAÍ fez mais, atrelou a estas doações uma promoção de ingressos onde cada sócio poderá trocar um quilo de alimento não perecível por um ingresso (limitado a 2.000 ingressos).




Além disto o AVAÍ já havia anunciado uma promoção da venda de 2.500 ingressos para os setores C e D por R$ 20,00, além dos 2.500 dos setores G e H que já tem estes valores habitualmente. E o mais importante foi a entrevista do Cládio Vicente que confirmou que estes valores serão praticados até o final do campeonato.


Com isto a torcida começa a se empolgar e passo a acreditar em cerca de 9 a 10 mil AVAIANOS empurrando o time contra o Palmeiras. A diretoria parece que está despertando da sua hibernação e com ações deste tipo a tendência é que a torcida comece a voltar ao estádio e empurrar o time.


Bendito sejam os que enxergaram que sem torcida o AVAÍ não conseguiria se reabilitar. Acho que ainda há tempo.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Pensei que fosse um pesadelo

Ontem vi um recorte de jornal que recebo de um clipping do AVAÍ a pauta da reunião do Conselho. Não estava bem nítido e alguma coisa parecia não dar de entender, mas quando vi no site oficial esta convocação notei que o que parecia não ter entendido estava bem claro. Além de outros itens, o conselho deliberará sobre camisas para os conselheiros, sorteio para viagens e definição de data de confraternização. PQP, que falta de tato, que deixassem estes itens para os Assuntos Gerais que também consta na pauta e tratassem isto internamente.
O time está numa merda, no subsolo do fundo do poço, precisando do apoio da torcida que continua esquecida e os caras me divulgam uma pauta recheada de comemorações. Como não rotular o conselho de COMEMORATIVO ou DECORATIVO? Sinceramente isto me envergonha e revolta.
Enquanto isto os preços continuam os mesmos, consequentemente o público deve continuar sendo os mesmos 5 mil (e olhe lá).
A Série B está cada vez mais perto, mas pelo menos ano que vem os conselheiros poderão acompanhar o time, devidamente uniformizados, contra o Asa, o Boa Esporte, Bragantino, etc.. Vamos ver quem vai querer.

Edital de Convocação
Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo acontece no próximo dia 20
O Presidente do Conselho Deliberativo do Avaí Futebol Clube, no uso de suas atribuições e na forma dos artigos 50, 51 e 53 dos Estatutos Sociais, convoca os membros do Conselho Deliberativo para Reunião Extraordinária no dia 20 do mês de setembro de 2011, às 19h30min, em primeira convocação, com a presença da maioria simples dos Conselheiros com direito a voto e, em segunda convocação, às 20h, com qualquer número de Conselheiros, em sua sede, na Ressacada, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia:

1. Leitura da Ata da reunião anterior;
2. Admissão de novos conselheiros;
3. Informações e discussões sobre a reforma do Estatuto Social;
4. Informações sobre a distribuição de camisas especiais para os conselheiros;
5. Sorteio, entre os presentes à reunião, de conselheiros para acompanhamento da delegação em viagens;
6. Definir preliminares para elaboração do Regimento Interno do Conselho Deliberativo;
7. Definir data para a festa de confraternização de conselheiros;
8. Resgate do registro de antigos integrantes da Diretoria do Conselho Deliberativo;
9. Assuntos Gerais.

Florianópolis, 13 de setembro de 2011

Nereu do Vale Pereira
Presidente do Conselho Deliberativo

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Paixão pelo Avaí não tem idade

Arthur, que nasceu no Canadá a menos de um mês, tornou-se sócio do clube através do tio que levou a carteirinha ao jovem avaiano
Um exemplo de amor ao clube. O sócio do Setor A, Enio da Silveira Junior, associou o sobrinho Arthur da Silveira Malamud assim que ele nasceu. Até aí, tudo bem. O fato mais interessante é que Arthur mora no Canadá e recebeu do tio a carteira de Sócio Coração.
De Montreal, cidade onde mora sua irmã e o cunhado, Enio disse que não perdeu tempo e associou o sobrinho três dias após o nascimento. "O Arthur nasceu no dia 17 de agosto, aqui no Canadá. Três dias depois, fui à Ressacada e fiz a associação para que ele pudesse receber sua carteirinha assim que nós chegássemos em terras canadenses. É uma tradição da família fazer isso", contou Enio.
Exemplos como este engrandecem o clube e mostram a força e a importância do Avaí na vida das pessoas. Arthur, que fará um mês de vida daqui cinco dias, é mais um integrante da maior e mais apaixonada torcida de Santa Catarina. Ele agora é um associado na modalidade Nação Avaiana que custa R$ 20,00 por mês e ainda dá um desconto de 60% no valor do ingresso.


Pois é, quando minha esposa engravidou mandei um e-mail para o AVAÍ sugerindo a criação de uma modalidade de sócios para recém-nascidos tipo "AVAIANO de Berço" ou "AVAIANO Nato". Recebi um formulário, preenchi, dei várias sugestões. Meu filho vai fazer 2 anos e até agora não tive nenhuma resposta.

Não teria nenhuma dificuldade de operacionalizar isto, bastaria a confecção de uma carteirinha simples que não daria acesso nenhum, até porque não há necessidade, a emissão de um certificado ou algo parecido e só, cobrando uma taxinha de uns R$10,00 a R$20,00 por ano e que desse algum desconto nas lojas oficiais para compra de produtos.

Seria um incentivo a mais para a criança torcer para o clube, ser sócia e "viver" o clube, mais ou menos como alguns times fazem o "batismo" do torcedor ( São Paulo por exemplo).

Mas como no AVAÍ tudo é difícil, o mais fácil é explorar o torcedor mesmo, sem muita criatividade.

Miguel, não pode de desculpas!

Diz a lenda que no intervalo do jogo contra o América, quando o AVAÍ fazia mais uma apresentação bizarra e perdia para o lanterna por 2x0 cometendo os mesmo erros defensivos (e levando os mesmos 2 gols) de sempre, alguém chegou no vestiário dizendo que o Miguel tinha falado que o AVAÍ era um time bagaceiro, ou algo parecido.

Isto teria mexido com os brios do time que resolveu jogar bola, acabou empatando o jogo e por muito pouco não vira a partida, e só não virou mesmo graças a excelentes defesas do goleiro adversário.

Até agora, desde o início do ano, o AVAÍ não conseguiu mostrar um padrão de jogo, qualidade nem raça. Neste jogo pelo menos mostraram vergonha na cara depois deste episódio. Quem sabe pelo menos assim o time comece a jogar alguma coisa para provar alguma coisa, senão para torcida, para eles mesmos e para diretoria justificando seus salários, pelo menos para o Miguel que pelo jeito deve ser mais importante que todos nós.

Está parecendo a situação criada em 2007 com o Alfredo Sampaio quando estávamos quase caindo, a imprensa jogando contra (pra variar) e todos se fecharam, não deram mais entrevistas mas pelo menos voltaram a jogar.

Se voltarem a jogar estaremos satisfeitos, e é capaz até de a torcida fazer uma vaquinha para comprar um curió para dar para o Miguel pela criação deste "fato novo".

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Sempre a mesma coisa

Como diz meu amigo Valcir, os adversários nem precisam se esforçar muito para ganhar do AVAÍ, basta esperar a falha da zaga, que esta sempre virá. Daí é aproveitar e marcar os dois gols de sempre.

Apesar das falhas que resultaram na derrota para o Santos, nossa defesa até que estava bem. O Dirceu ganhou todas, o Gustavo com sua tradicional raça também estava "espanando" bem, mas falhou feio no segundo gol, além de falha geral de posicionamento no primeiro.

E para o Toninho Cecílio este deve ter sido eleito o culpado pela derrota, ao melhor estilo Mano Menezes, tanto que nem foi relacionado, entrando o Welton Felipe no seu lugar, assim como fez com o Acleisson após a derrota para o Atlético-MG quando ele errou um passe que resultou no segundo gol. Sinceramente não me agrada esta forma de punição, tudo bem sacar do time titular mas acho que deveria ser pelo menos relacionado para próxima partida, a não ser que tivesse feito uma péssima partida (que acho que não foi o caso), senão acaba queimando o jogador.

Espero que pelo menos a zaga seja formada pelo Dirceu e o Gian, pois o Welton Felipe sim já afundou o AVAÍ várias vezes.

A novidade na delegação é o Estrada, que foi muito pedido no estadual onde fez boas partidas mas que no Brasileirão quando entrou sempre tentou se livrar da bola e não fez por merecer os pedidos da torcida por ele.

Amanhã passa a última carroça, temos que vencer, não tem outro resultado. Depois teremos uma sequência encardida com o Palmeiras, Fluminense e Grêmio. Vamos ter que reagir logo, senão não terá jeito (se é que ainda tem). Pelo menos este jogo contra o América é fora de casa e podemos surpreender no contra-ataque, pois em casa, em campo neutro, está cada vez mais difícil. Somos os piores mandantes do campeonato.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Dinelson no Paraná Clube???

Pelo menos foi isto que acabei de ouvir no rádio.

Bom, realmente ele precisa jogar para ver se volta à sua antiga forma, principalmente técnica. No AVAÍ não acrescentou em nada. Quem sabe voltando ao Paraná ele joga e reencontra seu futebol para quem sabe no ano que vem poder nos ajudar.

No momento ele mais atrapalha do que ajuda no time. Os técnicos ficam meio que na pressão para utilizá-lo e vemos, como foi no último jogo, que ele está muito abaixo do que precisamos.

É claro que muitos vão dizer que foi mais um que veio, se recuperou e agora saiu, mas se é para ficar só pesando na folha, é melhor sair mesmo. E tomara que volte a jogar bem e possa nos ajudar no futuro, se é que o contrato dele mais mais além.

Junto com ele poderiam ir vários outros, como o Maurício Alves que não tem mais espaço no time, uns zagueiros, etc.. Precisamos enxugar o elenco para quem sabe trazer mais algum jogador que realmente possa fazer a diferença como é o caso do Lincoln.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

O AVAÍ precisa de nós

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Parabéns AVAÍ

Parece que finalmente o AVAÍ acordou, e não tinha momento melhor para isto do que esta sequência de jogos, clássico e Flamengo.

O time realmente mostra uma evolução, toque de bola e principalmente muita vontade de vencer, de ganhar as divididas, os rebotes. Aqueles últimos jogos com o Gallo estavam muito estranhos, ninguém se dedicava.

Agora temos que manter a pegada para sairmos desta situação complicada.

E esta grande vitória, com um futebol convincente veio justamente poucos minutos antes de comemorarmos mais um aniversário.

Parabéns AVAÍ, um velhinho com muitas glórias, com uma história limpa, que amamos e sempre amaremos.