quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Para um Feliz 2011: Montagem do Elenco

Hoje foi apresentado o novo "homem forte" do futebol AVAIANO, Mauro Galvão. E ele terá bastante trabalho. Além de tentar manter os poucos que se destacaram nesta Brasileirão, precisará dispensar muita gente que não rendeu e formar um time competitivo para o próximo ano. E acho que isto não pode demorar muito. Mesmo que não sejam apresentados, tem que acertar com muita gente nova a partir de amanhã, afinal pelas notícias tem gente que já começou este trabalho. Se eu pudesse dar um conselho para o Mauro Galvão para ele começar com o pé direito e com moral com a torcida, seria este: mantém o Émerson no time.
Mas nesta postagem quero falar especificamente sobre a montagem do time. Neste ano pecamos demais na montagem do time e muita coisa não pode ser repetida.
Primeiro, querem trazer medalhão? Sou contra, mas se for para trazer que tragam alguém em atividade, que tenha jogado (e bem) em 2010. Não adianta trazer jogador aposentado para ganhar no marketing pois se o Sávio não rendeu o esperado em campo, muito menos em termos de imagem pois foi muito mal explorado.
Segundo, até dá para apostar em um jogador lesionado para recuperá-lo e pagar um salário abaixo do que ele receberia se estivesse em plena forma, mas tem que ser um e não 3 ou 4 pois sempre corre-se o risco de a recuperação demorar mais do que o esperado e acontecer como o Dinélson que ficou um ano no DM e jogou 3 partidas.
Terceiro, avaliar o histórico clínico dos atletas a serem contratados. Se o cara teve muitas lesões, a tendência é que tenha outras. Ver quantos jogos o jogador esteve presente em 2010 e se ocupou muito o DM.
Quarto, avaliar o histórico extra-campo dos atletas. Nas horas de folga os jogadores tem o direito de curtir seu tempo livre, mas tem que preservar seu corpo que é o seu instrumento de trabalho. Tudo bem que o cara saia, realmente não se quer um time de seminaristas, mas que se garanta em campo. O Renato Gaúcho sempre fala isto, saía, bebia, mas na hora do jogo ele corria e rendia o que se esperava dele. Mas este ano não foi assim, Muita gente na balada, sem se cuidar, e na hora do jogo não jogava nada, daí dava motivo pra torcida pegar no pé.
Quinto, precisamos de homens honrados para jogar, com caráter, que não façam corpo mole, joguem com raça e comprometimento. Este ano teve muita gente "fugindo do pau". A torcida do AVAÍ quer qualidade e bom futebol dos atletas, mas se não tiverem isto que pelo menos joguem com raça pois isto não pode faltar.
Boa sorte Mauro Galvão e bom trabalho pois terás bastante serviço pela frente.

2 comentários:

Sergio Jr disse...

Sandro, faço do seu o meu comentario. Nenhum reparo. Basta fazer o obvio. É isso que queremos em 2011. Quem venha o TRI, Copa do Brasil, Brasileirão etc. Benazzi nao é o meu tecnico, mas graças a ele houve o confinamento dos jogadores, a consequente recuperaçao fisica e superação. Se Benazzi for tudo bem, se ficar que queime a minha linha.

Anônimo disse...

Sandro, como sempre você escreve com coerência. Concordo com todos os seus comentários.
Agora minha preocupação é quanto a formação do time, pois o tempo está passando, todos estão se armando e o Avaí, o que está esperando?
Será que vai esperar as sobras dos outros times?
O tempo passa rápido e aqueles que ficam parados perdem o trem.
Um abraço,